História das Pin Ups

As primeiras imagens e retratos de mulheres com as características das Pin Ups são de 1916, quando o artista plástico peruano Alberto Vargas passou a retratar as garotas americanas da época.

Nos anos 40, a revista americana Esquire publicou um calendário com os retratos de Vargas e desde então elas se tornaram um sucesso. Durante a Segunda Guerra, as garotas eram consideradas um símbolo patriótico americano e foram utilizadas como fonte de estímulo e motivação aos soldados.

Com o passar dos anos, uma série de artistas foram dando seu toque pessoal às famosas jovens; com suas poses tradicionalmente sensuais e seus corpos com as mesmas características: cintura fina, seios volumosos, quadris delineados e pernas torneadas.

Cada vez mais popularizadas, as Pin Ups estavam em todos os lugares: desde aviões de combate da Força Aérea Americana, como o Memphis Belle (B17), até em campanhas publicitárias para grandes empresas, como a Coca-Cola.

Vários artistas deram ares mais modernos aos desenhos. Andy Warhol, pai da pop art, eternizou Marilyn Monroe em um de seus quadros mais famosos, tornando-a uma referência entre as Pin Ups.

Mas não foi apenas Marilyn Monroe que se tornou um ícone. Outras famosas modelos e atrizes são consideradas referências: Greta Garbo, Ginger Rogers, Dolores del Río, Rita Hayworth, Ingrid Bergman, Sophia Loren, Bettie Page, Dita Von Teese e Veronica Varlow são apenas alguns nomes famosos de Pin Ups de variadas gerações.

Facebook